Quero Impactar

O Quero Impactar é uma Plataforma Web de financiamento coletivo (crowdfuding ou vaquinha virtual) que tem a finalidade de engajar as pessoas para resolver problemas sociais em nossa cidade, por meio do financiando coletivo de projetos sociais de iniciativa da sociedade civil e do poder público.

A plataforma Quero Impactar será responsável por:

  • Dar ampla visibilidade aos projetos sociais em nossa cidade;
  • Sensibilizar e incentivar doações a esses projetos;
  • Facilitar o processo de doação, sendo online e totalmente transparente;
  • Gerar feedbacks aos doadores sobre as etapas do projeto social que foi impactado.

A doação poderá ser feita através da destinação de parte do Imposto de Renda devido, ou seja, parte do imposto que seria recolhido ao Tesouro Federal poderá ser destinada ao desenvolvimento de projetos e ações voltadas à criança e ao adolescente, a pessoa idosa, esportes e cultura na cidade do Recife.

A Plataforma foi desenvolvida pela Prefeitura do Recife, por meio da Procuradoria Geral do Município do Recife, em parceria com a Secretaria de Turismo, Esporte e Lazer do Recife, a Fundação de Cultura do Recife, o Conselho Municipal da Criança e do Adolescente do Recife e o Conselho Municipal da Pessoa Idosa do Recife.

Veja como participar

Você pode enviar projetos para captação de recursos por meio da Lei Rouanet e Lei do Desporto.

Conheça os projetos
Envie o seu projeto para captar doações

Doe!

Destine aqui parte do seu Imposto de Renda e faça a diferença para as instituições e projetos em que você acredita!

Doar para um projeto
Doar para um fundo

TIRA DÚVIDAS SOBRE A PLATAFORMA QUERO IMPACTAR

1. SOBRE A PLATAFORMA

1.1. O que é o QUERO IMPACTAR?

É uma Plataforma Web de financiamento coletivo (crowdfuding ou vaquinha virtual) que tem a finalidade de engajar as pessoas para resolver problemas sociais em Recife, por meio do financiando coletivo de projetos sociais de iniciativa da sociedade civil e do poder público.

1.2. O QUERO IMPACTAR pode retirar um Projeto do ar?

Sim. O Grupo Gestor da Plataforma pode retirar sim, se a Instituição proponente do Projeto não mais se adequar as exigências requeridas na aprovação do Projeto ou à proposta da Plataforma.

1.3. Quem faz a gestão do QUERO IMPACTAR?

O Grupo Gestor da Plataforma se encontra lotado na Procuradoria Geral do Município do Recife.

1.4. O QUERO IMPACTAR ganha algum valor pelas doações realizadas?

Não. A Plataforma tem unicamente o intuito de:

  • Dar ampla visibilidade aos projetos sociais em nossa cidade;
  • Sensibilizar e incentivar doações a esses projetos;
  • Facilitar o processo de doação, sendo online e totalmente transparente;
  • Gerar feedbacks aos doadores sobre as etapas do projeto social que foi impactado.

Todas as doações serão direcionadas às contas bancárias indicadas pelos Proponentes dos Projetos. Quando os Projetos são aprovados pelo Fundo Municipal da Criança e do Adolescente ou pelo Fundo Municipal do Idoso, conforme normas próprias dos Fundos, a doação é direcionada aos Fundos e estes encaminham aos Projetos. Mas em nenhuma situação a Plataforma recebe qualquer valor doado.

O Quero Impactar é 100% gratuito.

1.5. Quais são as regras de funcionamento do QUERO IMPACTAR?

Todas as regras se encontram previstas em Portaria Publicada no Diário Oficial do Município do Recife que você poderá acessar pelo link:
Portaria Conjuta Regras para inserção de Projetos na Plataforma

2. SOBRE OS PROJETOS SOCIAIS

2.1. Quem pode propor um Projeto?

Pessoas jurídicas, de direito público ou privado, sem fins lucrativos, que executam projetos sociais em Recife.

Instituições privadas com fins lucrativos poderão inserir Projetos somente se for pela Lei Rouanet e desde que os projetos sejam de interesse público, devidamente certificados pelos órgãos competentes do Município do Recife.

As instituições proponentes devem enviar anexas as seguintes documentações:
CNPJ atualizado;
Estatuto Social registrado no Cartório de Registro Civil;
Atas de fundação, eleição e posse da atual diretoria;
Plano de trabalho do Projeto;
Cópias legíveis de documento oficial com foto, CPF e comprovante de residência do representante legal da entidade;
Comprovante de endereço em nome da entidade;
Certificado de Inscrição Municipal de Recife – CIM;
Fotos do Projeto e/ou da Instituição (até cinco fotos).

2.2. Minha instituição tem sede fora de Recife, mas o Projeto será executado em Recife, posso inserir no QUERO IMPACTAR?

Sim.

2.3. Quantos Projetos minha instituição pode inserir no QUERO IMPACTAR?

Quantos achar necessário.

2.4. Quanto custa para inserir um Projeto no QUERO IMPACTAR?

Não custa nada. A Plataforma é 100% gratuita.

2.5. Quanto tempo um Projeto pode ficar no QUERO IMPACTAR?

O prazo deve ser de 1 a 365 dias, com a possibilidade de reinserção quantas vezes o Proponente achar necessário. A data deverá ser informada no momento da apresentação do Projeto.

2.6. Os Projetos devem ser obrigatoriamente das áreas de criança, adolescente, idoso, cultura e esporte?

Não. Qualquer ONG registrada oficialmente que atue em qualquer tema poderá inserir seu Projeto no Quero Impactar.

Contudo, para seu doador conseguir o benefício da doação de parte do imposto de renda seu projeto precisará ser aprovado pelo Conselho Municipal da Criança, ou o Conselho Municipal da Pessoa Idosa, ou pela lei de incentivo ao Esporte ou à Cultura.
Então, se você inserir seu projeto no Quero Impactar sem ter a aprovação dos órgãos acima descritos você poderá receber doação, mas seu doador não terá os benefícios fiscais.

2.7. Tenho um Projeto Social para ajudar animais ou na área ambiental, posso inserir no QUERO IMPACTAR?

Sim. Qualquer ONG registrada oficialmente que atue em qualquer tema poderá inserir seu Projeto no Quero Impactar.

Contudo, para seu doador conseguir o benefício da doação de parte do imposto de renda seu projeto precisará ser aprovado pelo Conselho Municipal da Criança, ou o Conselho Municipal da Pessoa Idosa, ou pela lei de incentivo ao Esporte ou à Cultura.
Então, se você inserir seu projeto no Quero Impactar sem ter a aprovação dos órgãos acima descritos você poderá receber doação, mas sem os benefícios fiscais.

2.8. Minha ONG não é registrada oficialmente, posso inserir um Projeto no QUERO IMPACTAR?

Não. Todas as Instituições proponentes de Projetos devem estar devidamente registradas, possuindo:
CNPJ atualizado;
Estatuto Social registrado no Cartório de Registro Civil;
Atas de fundação, eleição e posse da atual diretoria;
Plano de trabalho do Projeto;
Cópias legíveis de documento oficial com foto, CPF e comprovante de residência do representante legal da entidade;
Comprovante de endereço em nome da entidade;
Certificado de Inscrição Municipal de Recife – CIM;
Fotos do Projeto e/ou da Instituição (até cinco fotos).

2.9. Como elaboro um Projeto para inserir no QUERO IMPACTAR?

Basta preencher as informações solicitadas no link: http://queroimpactar.com.br/ como-enviar-seu-projeto/

Importante informar que para um ótimo desempenho do Projeto, o proponente deverá elaborar e planejar o seu Projeto, tentando seguir os passos a seguir:

a) Nome do projeto
O nome dado ao Projeto deve ser bem concebido, para possibilitar um grande impacto, pois será evidenciado em primeiro plano do Site.

b) Informações gerais sobre o projeto
Crie sua declaração de missão. Qual causa você está apoiando? Depois refine-a.
Um simples conceito de que seu projeto apoia causas assistenciais é muito amplo e mal definido. Você deve estabelecer um nicho e ser mais específico no propósito. Quanto mais concentrado os esforços será muito maior a possibilidade de doações dos interessados.

c) Objetivo geral
O objetivo geral determina uma meta em nível macro, as ações que levarão à descrição geral daquilo que se pretende atingir. O objetivo geral demonstra de forma clara e sucinta a pergunta: Para quê realizar o projeto? Explicitando o impacto ou os resultados esperados.

d) Objetivos específicos
Como atingir o impacto esperado traçando os objetivos específicos e operacionais. Tais objetivos expõem as ações que levarão a alcançar o objetivo geral, são específicos, permitindo chegar aos resultados esperados. A descrição dos objetivos específicos deve ser através de frases simples e diretas, usando verbos de ação no infinitivo, como: analisar, avaliar, capacitar, comunicar, coordenar, debater, desenvolver, estabelecer, estruturar, examinar, experimentar, formular, mapear, preparar, produzir, registrar, relacionar, selecionar, traçar, etc.

e) Abordagem metodológica

    • 1º Passo: Diagnóstico
      O diagnóstico é uma primeira forma de avaliação. Se o diagnóstico não for preciso, corremos o risco de tomar o remédio errado e não resolver o problema. Aproveitando esta analogia, ressaltamos que muitos projetos não alcançam seus objetivos por falta de exame e de um diagnóstico correto. Se quisermos propor soluções para um dado problema através de um projeto, devemos antes de tudo conhecer o problema, procurar suas causas, os diferentes fatores que podem estar interagindo na sua continuidade, onde ele se localiza, quem está sendo atingido e em quais proporções.Antes de partir diretamente para a captação de recursos, é importante efetuar uma análise da organização para saber se ela está ou não pronta para implementar suas atividades ou um determinado projeto. Nesse processo de análise da organização, todos devem saber claramente qual a missão da organização, qual seu público-alvo, como atua etc. É preciso ter em mente a resposta para a seguinte pergunta quando se iniciar o processo de captação? O que moveria uma pessoa a doar?
    • 2º Passo: Definição da área de atuação e foco do projeto
      Realizado o diagnóstico, faz-se necessário definir a área atuação e o foco do Projeto Social. Ao limitar o foco do projeto devemos levar em conta as necessidades observadas e o público a ser atingido para eleger prioridades, sendo preciso “afunilar” o foco, ao invés de projetar a resolução de todos os problemas, elege-se uma questão específica, um recorte dentro de uma área mais ampla.
    • 3º Passo: O planejamento
      É muito importante porque serve como um guia para os envolvidos no trabalho da entidade. A elaboração de um calendário de atividades é essencial na distribuição de tarefas e também permite uma visão geral das principais ações que precisarão ser tomadas para uma boa captação de recursos.Em síntese, um planejamento com proposta de trabalho deve conter:
      – a lista das ações necessárias
      – o tempo para cada uma das ações
      – os responsáveis para cada ação
      – os recursos necessários
    • 4º Passo: Avaliação
      Como saber se o Projeto Social dá resultados? A falta de avaliação dos resultados é um dos principais obstáculos ao desenvolvimento da responsabilidade social corporativa. Investir tempo, dinheiro e recursos num projeto e não avaliá-lo compromete sua eficácia, “recurso doado sem impacto na realidade social é dinheiro jogado fora.
    • 5º Passo: Cronograma
      Assim como prever recursos, planejar as atividades de acordo com um cronograma é uma tarefa rotineira nas empresas, necessárias às outras atividades que desenvolve. O cronograma é o planejamento do tempo – a curto, médio e longo prazo, em relação às ações previstas. Cada uma das ações/atividades que levarão ao alcance do objetivo do projeto devem estar mensuradas no tempo, isto é, com prazos estabelecidos para sua efetivação. A análise do cumprimento do cronograma também serve à avaliação do processo. Organizar o cronograma num quadro que cruze informações como tempo, atividades previstas, metas/objetivos e recursos, facilita a visualização global do projeto.

Quando o Projeto for aprovado e inserido na Plataforma, as doações realizadas serão recebidas automaticamente?

Sim. Todas as doações cairão diretamente nas contas bancárias indicadas pelos Proponentes dos Projetos. Quando os Projetos são aprovados pelo Fundo Municipal da Criança e do Adolescente ou pelo Fundo Municipal do Idoso, conforme normas próprias dos Fundos, a doação é direcionada aos Fundos e estes encaminham aos Projetos. Mas em nenhuma situação a Plataforma recebe qualquer valor doado.

O Quero Impactar é 100% gratuito.

Como faço para aprovar meu Projeto no Fundo Municipal da Pessoa Idosa?

Você deve seguir as regras, estabelecidas pelo Conselho Municipal da Pessoa Idosa, previstas no edital que você tem acesso pelo link:
Edital COMDIR

Como faço para aprovar meu Projeto no Fundo Municipal da Pessoa da Criança e Adolescente?

Você deve seguir as regras, estabelecidas pelo Conselho Municipal da Criança e do Adolescente, previstas no edital que você tem acesso pelo link:
Edital COMDICA

Como faço para aprovar meu Projeto pela Lei de incentivo ao Esporte?

Você pode seguir as instruções previstas no manual contido no link:
Manual Lei de incentivo ao esporte

Como faço para aprovar meu Projeto pela Lei de incentivo à Cultura?

Você pode seguir as instruções previstas no manual contido no link:
Manual Como captar pela lei Rouanet

 

3. SOBRE OS DOADORES

3.1. Quem pode doar pelo QUERO IMPACTAR?

Qualquer pessoa física ou jurídica, nacional ou estrangeira, poderá doar aos Projetos ou aos Fundos.

Agora para doar uma parcela do imposto de renda o doador deve seguir as regras previstas no item 3.2.

3.2. Quem pode doar uma parcela do seu imposto de renda, aumentando seu valor da restituição do IR ou reduzindo o valor a pagar do IR?

As pessoas físicas e as pessoas jurídicas, mas há regras específicas para cada uma.

a) Pessoas físicas
Desde que façam a declaração do imposto de renda pelo modelo completo, no modelo simplificado não é permitida a doação da parcela do imposto de renda.

Todas as doações feitas até 31/12 aos Fundos da Criança ou da Pessoa Idosa, bem como os Projetos aprovados pela lei de Incentivo à Cultura e Incentivo ao Desporto podem ser abatidas do IR até o limite de 6% do imposto devido.

No entanto, existem duas exceções. O contribuinte pode efetuar doação após o encerramento do ano, e antes da entrega da declaração do IR, desde que a doação seja feita ao Fundo da Criança e do Adolescente ou ao Fundo da Pessoa Idosa. Nestes casos, a dedução fica reduzida e limitada a 3% do imposto devido na declaração, respeitando o limite global de 6%. O valor disponível para doação é calculado pelo próprio programa da Receita Federal.

b) Pessoas jurídicas
Desde que operem por meio do sistema de Lucro Real, podendo destinar até 1% do IRPJ devido. Para isso, precisam realizar a contribuição dentro do chamado ano-calendário, ou seja, até o último dia do ano anterior à declaração.

3.3. Posso doar mais do que o percentual permitido da destinação de parte do Imposto de Renda devido?

Sim, mas o valor destinado acima do percentual não será restituído pela Receita Federal ao contribuinte.

3.4. Todos os Projetos inseridos no QUERO IMPACTAR permitem a destinação da parcela do imposto de renda?

Não. Apenas os Projetos nas áreas de criança/adolescente, idoso, cultura e esporte que estejam devidamente identificadas com o selo. Os Fundos Municipais da Criança e do Adolescente e o Fundo Municipal da Pessoa Idosa também podem receber a doação da parcela do imposto de renda.

PROJETOS IMPACTADOS

Assistência ao paciente oncológico idoso no Hospital de Câncer de Pernambuco

Recife, Brasil

0%
R$3.500.000,00
Objetivo
365
Dias restantes
R$0,00
Arrecadado

ADOTE O TRATAMENTO DE UMA CRIANÇA COM CÂNCER – GAC

Recife, Brasil

0%
R$100.000,00
Objetivo
172
Dias restantes
R$0,00
Arrecadado

RECEBA NOVIDADES

 

Siga o Quero Impactar

  fb.com/Queroimpactar

 

No images found!
Try some other hashtag or username

Contato

Doe com:

Share This